Ficções e Verdades

by Carmen Ros

supported by
/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    Purchasable with gift card

      €12 EUR  or more

     

1.
Sou rebelde 03:19
Eu sou rebelde porque o mundo assim me fez porque nunca me trataram com amor porque nunca ninguém me quis ouvir Eu sou rebelde porque sempre sem razão me negaram tudo aquilo que eu pedi e me deram somente incompreensão E queria ser como esse menino, como aquele homem, feliz E queria dar tudo que há em mim, e trocá-lo por amizade E sonhar, e viver e esquecer o rancor E cantar e sorrir e sentir só amor
2.
O meu samba estrangeiro eu quero um samba pra sonhar Um piano na Mangueira Maria Luiza vai gostar O meu samba de verão O meu samba de avião Tem mais samba? Por favor Tem sotaque, tem paixão Tem verdade, tem ficção Samba de uma nota só Mesmo que seja estrangeira também gosto de sambar O meu samba está rolando ele não pode parar O meu samba de verão O meu samba de avião Tem mais samba? Por favor Tem sotaque, tem paixão Tem verdade, tem ficção Samba de uma nota só
3.
Chuva, os pés frios, ventania o inverno em Madri é longo demais e o mar tão longe, tão longe que me sinto como um peixe fora da água que não pode nadar E só me salva, mergulhar nos teus olhos profundos eu mergulho nos teus olhos profundos como um oceano os teus olhos Árvore na rotatória, bicho o escritório não é meu lugar as janelas que não podem ser abertas sou um peixe fora da água e não posso respirar E só me salva, mergulhar nos teus olhos profundos eu mergulho nos teus olhos profundos como um oceano os teus olhos Como um oceano os teus olhos
4.
Yo no sabía 02:49
Ya no necesitarás las piernas para bailar ya no necesitarás los brazos para nadar ya nunca más tendrás heridas para sufrir ya no necesitarás para nada la piel ya no necesitarás el corazón para amar y no necesitarás los labios para besar Eres un beso eres el viento eres el mar de cristal eres la risa eres la lluvia eres el hueco en mi corazón Yo no sabía que te quería tanto y ahora tu falta, me duele tanto Yo te quería y no sabía cuánto y ahora tu falta, me duele tanto Ya no necesitarás los pies para caminar ya no necesitarás los ojos para mirar ya nunca más tendrás lágrimas para llorar y no necesitarás las manos para acariciar ya no necesitarás el corazón para amar y no necesitarás los labios para besar Eres un beso eres el viento eres el mar de cristal eres la risa eres la lluvia eres el fuego en mi corazón Yo no sabía que te quería tanto y ahora tu falta, me duele tanto Yo te quería y no sabía cuánto y ahora tu falta, me duele tanto
5.
Se eu pudesse te dar paz se bastasse o meu olhar para te dar serenidade Se servisse a minha mão um cafuné para acalmar teus pensamentos Ai, se eu pudesse aliviar a tua dor com as canções Ai, se eu pudesse aliviar a tua dor com as canções Você é um menino grande que tem medo da escuridão e eu não posso acender a noite O que eu só posso é te cantar e tentar não me deixar arrastar por tua onda Ai, se eu pudesse aliviar a tua dor com as canções Ai, se eu pudesse aliviar a tua dor com as canções Ai, se eu pudesse aliviar a tua dor… Mas eu não posso
6.
Ai, eu quero viajar através do tempo para te encontrar sentir o sol, à beira do mar trás dos passos da Heloísa que coisa mais linda, que eu já vi passar Essas canções não sei que tem que me dão calafrios da cabeça aos pés Essas canções, não sei que tem me arrepiam da cabeça até a pontinha do pé Ai, eu quero viajar ver o Corcovado, Redentor que lindo Ai, eu quero viajar procurar entre as palmeiras o teu sabiá Essas canções, não sei que tem me arrepiam da cabeça até a pontinha do pé
7.
Alecrim 02:48
Eu não sei o que a vida tem preparado para mim Eu não sei o que a vida tem preparado para mim Seja bom ou seja ruim é melhor com alecrim Seja bom ou seja ruim que não falte alecrim Ponha alegria em sua vida como põe alecrim na comida Com alegria em sua vida é como pôr alecrim na comida Como pôr alecrim, como pôr alecrim como pôr alecrim, como pôr alecrim Esse arroz com frango, Maria lhe está faltando coentro Esse arroz com frango, Maria lhe está faltando coentro Por que a graça nesta vida é ter um bom condimento Por que a graça nesta vida é ter um bom condimento Como pôr alecrim, como pôr alecrim como pôr alecrim, como pôr alecrim Ponha alegria em sua vida Ponha alegria em sua vida Ponha alegria em sua vida como põe alecrim na comida Com alegria em sua vida é como pôr alecrim na comida Como pôr alecrim, como pôr alecrim como pôr alecrim, como pôr alecrim
8.
Mesma pele 03:12
Mesma fome, mesma sede o mesmo amor, mesmos desejos o mesmo ar, o mesmo mar Mesmo calor, mesmo frio mesmo suor, as mesmas lágrimas o mesmo ar, o mesmo mar Mesma pele umas brancas, outras pretas Mesmos olhos quer claros, quer escuros Mesma terra mesmas árvores, mesmos rios todos filhos do mesmo sol Mesma batida, o mesmo sangue mesmo sorriso, a mesma dor o mesmo ar, pra respirar o mesmo mar Mesmos passos, o mesmo jeito mesmo cansaço, a mesma voz o mesmo ar, pra respirar o mesmo mar Mesma pele umas brancas, outras pretas Mesmos olhos quer claros, quer escuros Mesma terra mesmas árvores, mesmos rios todos filhos do mesmo sol
9.
Eu não queria essa prateleira, o pó e as traças que estão em mim... O céu aberto e o sol quisera, pra ser exposto em algum jardim Ser a pousada das borboletas, A inspiração do amor sem fim aos namorados e aos poetas... Compor o rosto de algum jardim Ah, não reclames se tu encerras o mais humano por semear... Se és semente, então te enterras pois só assim vais desabrochar Vê como é breve a minha existência: Questão de tempo e semeadura, mas é infinda a florescência a renascer em tuas leituras
10.
Demain, dès l'aube à l'heure où blanchit la campagne je partirai, vois-tu je sais que tu m'attends J'irai par la forêt, j'irai par la montagne Je ne puis demeurer loin de toi plus longtemps Je marcherai les yeux fixés sur mes pensées Sans rien voir au dehors sans entendre aucun bruit Seul, inconnu le dos courbé, les mains croisées Triste, et le jour pour moi sera comme la nuit Je ne regarderai ni l'or du soir qui tombe Ni les voiles au loin descendant vers Harfleur Et quand j'arriverai je mettrai sur ta tombe un bouquet de houx vert et de bruyère en fleur
11.
Eu quis amar mas tive medo e quis salvar meu coração mas o amor sabe um segredo o medo pode matar o seu coração Água de beber água de beber camará água de beber água de beber camará Eu nunca fiz coisa tão certa entrei pra escola do perdão a minha casa vive aberta abri todas as portas do coração Água de beber água de beber camará água de beber água de beber camará
12.
Vamos evitar 01:58
Vamos evitar falar de amor não quero saber quantas vezes você amou não quero mais ouvir o canto das sereias nem sucumbir ao encanto das estrelas Vamos evitar falar de amor Vamos evitar falar de amor em Itapoã ou na Praia de Ipanema nada de pensar em combinar um cinema nem pegar o bonde de Santa Teresa Vamos evitar falar de amor Vamos evitar falar de amor se você tem cócegas, não me interessa não me fale, não, de sua cor predileta que não vou pintar seu sorriso num poema e não vou compor nenhuma canção Vamos evitar falar de amor Vamos evitar
13.
Mais feliz 03:00
O nosso amor não vai parar de rolar de fugir e seguir como um rio Como uma pedra que divide o rio me diga coisas bonitas O nosso amor não vai olhar para trás desencantar, nem ser tema de livro A vida inteira eu quis um verso simples pra transformar o que eu digo Rimas fáceis, calafrios Fura o dedo, faz um pacto comigo Num segundo teu no meu Por um segundo mais feliz
14.
Fujam 03:47
Livres pelo mato livres pelo mar são donos do ar os animais São leões ferozes borboletas delicadas polvos dançarinos elefantes sonhadores Fujam, eles chegam com suas redes, espingardas seus arpões e facas Fujam, eles atacam com as armas carregadas de sem-razão e raiva Pequenos predadores Crianças, vilões e reis cada um mata à escala da sua importância Fujam, eles chegam com suas redes, espingardas seus arpões e facas Fujam, eles atacam com as armas carregadas de sem-razão e raiva
15.
O carnaval que nasce da emoção sincera de um povo que não tem fronteiras e espalha alegria ao passar O carnaval com sua cor e sua vida nos contagia de energia e a gente vai no seu compasso O carnaval dançando sob as estrelas a rua toda é uma festa prepare-se para dançar O carnaval escolha bem sua fantasia e seja rainha por um dia palhaço, sereia ou rapaz

about

Debut album of Carmen Ros (Spanish singer, author, composer and producer), with 15 songs that cover different styles: from Latin American song, Cuban rhythms, French song and Jazz, to MPB, with multiple references to the masters of Bossa Nova.

The album includes 3 covers: The moving Portuguese version of the 70's Spanish hit "Soy Rebelde" (Jeanette), "Mais Feliz" (Bebel Gilberto), and the vocal version accompanied by beatbox of "Água de beber" (Tom Jobim and Vinicius de Moraes).

credits

released December 5, 2018

Carmen Ros (Vocal)
Julio García, (Guitar, bass, melodica, etc.)
Edimundo Santos (Vocal and guitar)
Yani Martinelli (Guitar)
Grison (Beatbox)
Carlos Mankuzo (Percussion)
Gito Maletá (Piano)
Susana Rico (Cello)
Iván Ruiz Machado (Double bass)
Julio Albertos (Flute and saxo)
Ricardo López (Percussion)

Production, recording and mixing: Carmen Ros / Julio García
Photography: Julio García
Graphic design: Carmen Ros
Escalera Grabaciones Intrépidas. Madrid

license

all rights reserved

tags

about

Carmen Ros Madrid, Spain

contact / help

Contact Carmen Ros

Streaming and
Download help

Report this album or account

Carmen Ros recommends:

If you like Carmen Ros, you may also like: